A Flor da Pele

 

Por quanto tempo eu andei?
Já não sei mais.
Meus olhos denunciam a insônia que passei.
Profundas memórias me acompanham em meu caminho
E o aroma das rosas engrandece meu espírito, alivia minha alma.
A minha arma contra os medos é a esperança
E nos olhos de alguém encontro minha paz.
Com as emoções à flor da pele, percebo a vida.
Encanta-me conhecê-la mais e mais a cada dia.
Ela me oferece uma flor. A flor da pele. Sua pele.
Pele macia e tão encantada.
Guardo-lhe esta flor para devolvê-la num Outono próximo
Onde não mais haverão flores
E a melancolia dos dias frios virá
Enchendo nosso peito de gelo
Com as lágrimas de cristal escorrendo pelo chão.
Sinto. Sou.
A Flor da Pele. À Flor da Pele.

Um comentário sobre “A Flor da Pele

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.